Aforradores preferem segurança a juros altos

Depósitos em moeda estrangeira pagam abaixo do mercado em euros.

A maioria dos bancos nacionais disponibiliza depósitos a prazo em moeda estrangeira. No entanto, a generalidade destas aplicações oferece taxas de juro muito inferiores à oferta disponível em euros. Há taxas que chegam aos 0%.

Com excepção da Caixa Geral de Depósitos - cuja oferta de depósitos em moeda estrangeira não consta do preçário - as restantes quatro maiores instituições disponibilizam aplicações em dólares americanos, dólares canadianos, libras esterlinas, dólares australianos, ienes japoneses, coroas norueguesas, coroas suecas, rands sul-africanos, coroas dinamarquesas, dólares neo-zelandeses e francos suíços.

E é precisamente no franco suíço, uma das moedas tidas como mais seguras a nível mundial, que existem depósitos cuja taxa de juro é nula. Os juros oferecidos dependem principalmente da moeda, do montante e do prazo da aplicação. Por exemplo, em dólares americanos, a taxa bruta pode variar entre os 0,01% e os 3% a 12 meses. Já a três anos, os juros podem variar entre os 1,85% e os 3,5%. Para prazos inferiores a um ano, os juros raramente ultrapassam a barreira de 1% - a não ser para montantes bastante elevados - muito abaixo dos 6% possíveis de encontrar no mercado em euros. 

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 22:49 | comentar | favorito