Juros dos depósitos sobem há 16 meses consecutivos

A remuneração dos depósitos a prazo para particulares voltou a subir em Setembro para os 4,03%.

Os intermediários financeiros voltaram a aumentar, em Setembro, a remuneração dos depósitos para os particulares. Há 16 meses consecutivos que a banca tem aumentado a remuneração dos depósitos a prazo às famílias.

De acordo com o Boletim Estatístico do Banco de Portugal de Novembro, divulgado hoje, a taxa de juro média sobre novas operações de depósitos com prazo acordado a particulares situou-se nos 4,03% no último mês.

No espaço de um ano, a taxa de juro dos depósitos mais que duplicou, passando de 1,94% em Setembro de 2010 para os actuais 4,03%. Isto significa que um investimento de 10.000 euros realizado há um ano gerava juros líquidos de 15,23 euros, hoje, o mesmo investimento resulta em juros líquidos de quase 32 euros.

O aumento da remuneração dos depósitos às empresas também tem seguido a mesma tendência mas de uma forma menos prenunciada.

De acordo com o Bando de Portugal, a taxa de juro média sobre novas operações de depósitos com prazo acordado a empresas não-financeiras tem vindo a aumentar desde Maio, estando actualmente nos 4,55%.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 13:36 | comentar | favorito