Negociar taxa de juro dos depósitos a prazo pode render até 7 vezes mais

A Deco considera que vale a pena negociar a taxa de juro dos depósitos a prazo, afirmando que para um depósito de 25 mil euros é possível conseguir uma rentabilidade até sete vezes superior à de tabela.

Esta é a conclusão de um teste prático anónimo da Associação Portuguesa para a Defesa dos Consumidores feito em 20 instituições bancárias da zona de Lisboa e publicado na PROTESTE INVESTE.

"Para um depósito de 25 mil euros pode conseguir uma rentabilidade sete vezes superior à de tabela. Ao fim de seis meses, são mais 334 euros no mealheiro", lê-se no estudo, divulgado hoje.

Segundo a Deco, os bancos mais abertos à negociação são o Crédito Agrícola, o Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (BBVA), o BPI, o Banco Popular, o Banif, a CajaDuero, a Novacaixagalicia, o PrivatBank e o Santander Totta.

A equipa da PROTESTE INVESTE conseguiu uma taxa de 4% brutos (3,1% líquidos) no Crédito Agrícola, "ou seja, sete vezes mais do que os 0,6% brutos inscritos no preçário".

Nos restantes bancos, a Deco conseguiu aumentar o rendimento em 0,5 % a dois por cento brutos.

O Deutsche Bank, o Millennium bcp, o Montepio e a Caixa Geral de Depósitos, por seu turno, "só aceitam discutir a taxa para montantes acima de 50 mil ou de 100 mil euros", segundo o estudo.

Já outros bancos, como o Barclays e o Banco Espírito Santo, "aproveitam a negociação para promover seguros de capitalização, obrigações e depósitos de taxa crescente, que nem sempre se adequam ao perfil do cliente".

No entanto, apesar do sucesso da negociação em nove bancos, as novas taxas propostas "não convenceram" a PROTESTE INVESTE.

"Nenhuma supera a rentabilidade dos melhores 'super depósitos' do Banco Best, do Banco Invest e do Finantia, que pagam seis por cento brutos a seis meses (4,7% líquidos)", segundo o estudo.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/

publicado por adm às 23:31 | comentar | favorito