Novos depósitos das famílias em máximos de mais de dois anos

As famílias depositaram 10,79 mil milhões de euros nos bancos, durante o mês de Julho. Este é o volume de novas aplicações mais elevado desde Janeiro de 2009.

Os depósitos das famílias continuam a aumentar, de acordo com os dados provisórios disponibilizados hoje pelo Banco de Portugal. 

No total, os particulares colocaram nos bancos 10,79 mil milhões de euros em novas operações, o que corresponde a mais 1,9 mil milhões do que no mês anterior, ou seja 21%, e mais 30% do que há um ano.

As famílias têm vindo a aumentar as poupanças que colocam nos bancos. Uma evolução que é justificada essencialmente por duas razões. Em primeiro, Portugal está a passar por um período economicamente conturbado. E em épocas de grande incerteza e de desemprego elevado, é normal que as famílias tentem cortar nas despesas e aumentar as suas poupanças para conseguirem enfrentar dificuldades acrescidas que possam surgir no futuro.

Em segundo lugar, numa altura em que a própria banca tem sentido dificuldade em aceder ao mercado de crédito, tem aumentado os juros pagos pelos depósitos de maneira a atrair capital. 

Estes factores em conjunto têm levado a que as famílias aumentem as suas aplicações junto dos bancos.
fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/
publicado por adm às 23:13 | comentar | favorito