Depósitos são o único produto a atrair a poupança dos portugueses

Os aforradores estão a sair de produtos do Estado e dos fundos, e a refugiarem-se nos depósitos.

Os produtos de poupança tradicionalmente preferidos pelos portugueses estão a perder aforradores e dinheiro. A excepção a esta tendência são os depósitos a prazo e, em muito menor dimensão, os Certificados do Tesouro.

Dados do Banco de Portugal revelam que, só no primeiro trimestre de 2011, os bancos lusos conseguiram cativar 28 mil milhões de euros em novos depósitos, mais 42% do que os 19,6 mil milhões arrecadados em igual período de 2010. Aquela que parece ser uma "corrida aos depósitos" estará relacionada com a aposta dos bancos na melhoria da remuneração destas aplicações já que estas representam uma fonte de financiamento privilegiada da banca. Em termos médios, a taxa de juro dos depósitos a 12 meses é de 3%, mas já não é muito difícil encontrar aplicações que oferecem remunerações de 4%.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 23:10 | comentar | favorito