Três quartos dos depósitos rendem menos que a inflação

Só um quarto dos depósitos tem taxas brutas acima dos 3,6%. Depois de impostos, nenhum consegue bater a inflação prevista para este ano.

 

Os bancos têm vindo a aumentar a remuneração dos depósitos de forma a captarem junto dos clientes os recursos que não conseguem ir buscar aos mercados internacionais de crédito. Mas o ganho real das aplicações, deduzido da inflação, acaba por ser negativo na maior parte dos casos. Só num quarto das ofertas o juro supera a subida do índice de preços prevista para este ano.

fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/

publicado por adm às 23:21 | comentar | favorito