Depósitos da banca espanhola crescem 8,9% em Fevereiro

A guerra de depósitos alcançou o seu propósito em Espanha, dado que a banca espanhola registou um crescimento homólogo de 8,9% dos seus depósitos.

 

Segundo dados da Associação Espanhola da Banca, os depósitos em Fevereiro registaram uma subida de 8,9% face ao mesmo mês do ano passado para 695,684 milhões de euros. 

Estes dados revelam uma recuperação significativa da liquidez dos bancos, uma vez que em Fevereiro de 2010 o montante acumulado desceu 2,5% em relação a Fevereiro de 2009, de acordo com o "CincoDías"

Por outro lado, os créditos concedidos aos clientes no final do mês de Fevereiro registaram um total de 829,532 milhões de euros, o que representou um valor 0,82% acima do registado em Fevereiro de 2010. Um ano antes, em 2009, os créditos desciam 1,6%.

Se se compararem os valores de Fevereiro com os de Janeiro deste ano, o crédito caiu 1,57%. Pelo contrário, os depósitos registaram em Fevereiro uma ligeira subida de 0,15% relativamente a Janeiro de 2011, ao passar de 694,156 milhões de euros para 695,187 milhões de euros.

A maioria do saldo dos depósitos estava concentrada até Fevereiro nos seis principais bancos espanhóis, oSantander, BBVA, Popular, Banesto, Sabadell e Bankinter, que detinham 85% do volume total.

fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/

publicado por adm às 23:00 | favorito