Fundos de poupança reforma rendem menos do que a inflação

A rendibilidade dos fundos de poupança-reforma nos últimos dez anos não foi suficiente para cobrir a inflação. Mais compensador pode ser resgatar e voltar a subscrever certificados do Tesouro.

 

Os fundos de poupança-reforma, instrumentos de aforro que permitem obter benefícios fiscais por dedução no IRS, renderam em média 2,10% ao longo de 2010, um registo inferior à inflação do ano. Isso quer dizer que o que estes produtos ganharam não foi suficiente para compensar a perda do poder de compra que a poupança teve, provocada pelo aumento dos preços. 

A incapacidade dos fundos de poupança-reforma em render mais do que a inflação não é de agora. A análise dos principais prazos desde o ano 2000 permite alcançar a mesma conclusão. Nos últimos três anos, os fundos de reforma perderam em média 0,93% por ano. Entre 2005 e 2010, o ganho anual foi de 1,20%, abaixo do aumento anual de preços de 1,67%. Na última década, o rendimento foi de 1,14% por ano, longe da inflação anual de 2,35%.
fonte~:http://www.jornaldenegocios.pt/

publicado por adm às 22:51 | comentar | favorito