Juros dos depósitos sobem a um ritmo recorde

Em Outubro, a banca nacional foi a que mais aumentou os juros dos depósitos em toda a Zona Euro.

"Poupa Mais, até ao último euro, até ao último minuto", "Para quem só gosta de ganhar" ou "Valorize as suas poupanças com a segurança de sempre". Estes são apenas alguns exemplos de ‘slogans' da crescente vaga de oferta de depósitos a prazo que invadem o mercado nacional. A aposta da banca portuguesa na captação de recursos junto de clientes não se esgota nas sucessivas ou dispendiosas promoções publicitárias. A principal "arma" da banca nacional tem sido o sucessivo aumento da remuneração das aplicações de poupança.

Os dados do Banco Central Europeu mostram que os juros dos depósitos a prazo estão a subir desde o final do primeiro semestre, tendo ultrapassado o valor médio de 2% em Outubro, o que já não acontecia desde Maio de 2009. Além disso, as estatísticas agora divulgadas evidenciam que os bancos nacionais voltam a protagonizar o maior aumento da zona euro e o maior crescimento mensal de sempre em Portugal. Os especialistas contactados pelo Diário Económico são unânimes ao considerar que a maior agressividade dos juros nos depósitos era inevitável e "há margem" para que a tendência de subida permaneça, sobretudo, enquanto o ambiente de financiamento externo não se tornar menos exigente.

fonte:economico

publicado por adm às 23:52 | comentar | favorito