Portugueses aplicam mil milhões em poupança nos CTT

Muitos vêem aqui uma alternativa aos produtos de maior risco e aos balcões dos bancos

 

Os portugueses aplicaram 755,3 milhões de euros em produtos de poupança disponíveis nos balcões dos CTT até Setembro, mais 217 milhões que no mesmo período do ano passado. Até ao final de 2011, os Correios esperam colocar mais e atingir os mil milhões de euros, o que representará uma subida de 30% face a 2009.

«A estimativa de crescimento é sustentada pelo aumento da procura pelas famílias, sentido nos balcões dos Correios em todo o País», explicam os CTT em comunicado, acrescentando que «actualmente, cerca de 700 mil portugueses são titulares de produtos financeiros vendidos nos CTT, entre Títulos da Dívida Pública ¿ Certificados do Tesouro e Certificados de Aforro; Seguros de Capitalização e PPR (Planos Poupança Reforma)».

Quem investe em quê?

Os serviços financeiros dos CTT, «dirigidos aos cidadãos de rendimento médio com capacidade de poupar, são um dos estímulos à poupança pelas famílias mais antigos do País», desde a criação da Caixa Postal, em Maio de 1911. As soluções financeiras disponíveis nos Correios «respondem às diferentes necessidades dos clientes que procuram rentabilizar as suas poupanças». 

A oferta compreende «prazos de investimento e aplicações seguras, com taxas de rendibilidade muito atractivas, que comparam favoravelmente com a demais oferta disponível no mercado financeiro e bancário», alegam os CTT.

Mais de 11 milhões aplicados no Dia da Poupança

A reflectir a tendência para o aumento do investimento em produtos de poupança dos CTT, no passado dia 2 de Novembro (que assinalou o Dia Mundial da Poupança ¿ 31 de Outubro) foram vendidos nos Correios 11,1 milhões de euros em novos títulos.

O valor atingido representa um novo recorde na colocação deste tipo de produtos, que se escoaram em menos de 15 minutos das lojas dos CTT. Ao longo do dia foram subscritas 852 apólices de seguro e adquiridos 11,12 milhões de euros nos produtos Especial Dia da Poupança, entre 360 apólices no valor de 6,45 milhões de euros do Postal Dia da Poupança e 492 apólices no valor de 4,6 milhões de euros do Postal Platina IV.

fonte:agenciafinanceira

publicado por adm às 23:22 | comentar | favorito