Depósitos: Taxas de juro para pessoas com deficiência não vão além dos 0,25%

 

 

Existem dois bancos em Portugal com uma oferta de depósitos especialmente direccionada para pessoas com deficiência mas, em ambos os casos, a taxa de juro anual bruta (TANB)oferecida não vai além dos 0,25% quando, actualmente, a taxa de juro média dos depósitos para o público em geral ronda os 0,7%.

A CGD pratica uma TANB de 0,15% para aplicações entre 250 e 50.000 euros, e de 0,25% para valores superiores, para pessoas com incapacidade igual ou superior a 60%. Ambas as taxas ficam abaixo da restante oferta da CGD. Em resposta ao Económico, o banco salienta que "a comparação não pode ser apenas ao nível da taxa de remuneração mas sim se existem outros benefícios para os clientes, que no caso concreto existem de facto". 

A CGD explica o depósito Caixa Poupança Rumos oferece um seguro de Assistência no Lar (assistência médica e técnica), para saldos superiores a 10.000 euros. Adianta ainda que "este seguro é gratuito e válido por um ano (mesmo que a conta venha a apresentar, entretanto, saldo inferior a 10.000 euros), renovável por igual período, se o saldo da conta à data da renovação for superior a 10.000 euros". Já se o saldo for inferior o cliente terá apenas direito à taxa de juro do depósito.

No Crédito Agrícola as taxas são semelhantes embora não fiquem dependentes dos montantes aplicados. O CA paga 0,175% para aplicações a seis meses e 0,25% para depósitos a um ano. Apesar dos valores serem baixos, ficam no entanto em linha com a restante oferta do CA, muito embora neste caso não existam vantagens associadas como acontece na CGD para montantes superiores a 10.000 euros.

fonte:http://economico.sapo.pt

publicado por adm às 19:57 | comentar | favorito