Estado lança novo produto de poupança para particulares

Certificados do tesouro têm juros crescentes até 5% no quinto ano e um investimento mínimo de mil euros.

O Estado lançou um novo produto de poupança destinado a investidores particulares com menor necessidade de liquidez. Os Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM) podem ser subscritos a partir de 31 deste mês. 

Os CPTM podem ser adquiridos por prazos de cinco anos, e amortizados na respectiva data de vencimento ou antecipadamente, nas condições fixadas na resolução publicada em “Diário da República”, esta quinta-feira.

As taxas de juro fixadas para os CTPM na data da sua subscrição são garantidas até à sua amortização, e esta é feita ao valor nominal na data do seu vencimento, mas o Governo, através do Ministério das Finanças, tem a prerrogativa de alterar as taxas de juro dos CTPM que venham a ser emitidos após a data de entrada em vigor do despacho hoje publicado. 

"A opção por instrumentos de dívida pública de médio e longo prazo, tal como os CTPM, permite ao investidor beneficiar de uma maior remuneração, aproximando-a da rendibilidade de instrumentos de dívida pública transaccionados no mercado por grosso", sublinha o texto da resolução. 

Os certificados são emitidos ao valor nominal de um euro por unidade, o montante mínimo de subscrição é de mil unidades e o máximo de um milhão de unidades. O prazo é então de cinco anos, a partir da respectiva data-valor da subscrição, e as taxas de juro fixadas para esta série de CTPM, fixas para cada ano, é de 2,75%, no primeiro ano, 3,75% no segundo, 4,75% no terceiro e 5% nos quarto e quinto anos. 

O valor dos juros é líquido de IRS e não há capitalização de juros.


fonte:http://rr.sapo.pt

publicado por adm às 23:31 | comentar | favorito