Juros dos depósitos atingem valor mais baixo em dois anos

As taxas de juro oferecidas pelos bancos nos depósitos de particulares atingiram em Dezembro o valor mais baixo desde Outubro de 2010.

Os bancos voltaram a baixar as remunerações oferecidas nos depósitos de particulares. A taxa de juro média dos novos depósitos situou-se em 2,34% no final de 2012, o valor mais baixo desde Outubro de 2010, segundo dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal. Em pouco mais de um ano, a taxa oferecida caiu para cerca de metade. Em Outubro de 2011, os bancos ofereciam uma remuneração de 4,57%, dada a necessidade que tinham em captar depósitos para se financiarem e de reduzir, como imposto pela troika, o rácio de crédito sobre depósitos.

No entanto, o Banco de Portugal criou regras para limitar os juros oferecidos nos depósitos, para garantir que as entidades financeiras não estivessem a pagar remunerações que levassem a um impacto negativo na sua rentabilidade. A resposta dos aforradores à baixa das remunerações oferecidas nos depósitos é a de abrandamento nos fluxos aplicados nestes produtos. Em Dezembro do ano passado, o valor dos novos depósitos foi de 6,18 mil milhões de euros, o valor mais baixo desde Maio de 2010 e menos 132 milhões de euros que em Novembro.

A tendência de queda dos depósitos terá levado os aforradores a procurar outras alternativas, como obrigações de empresas direccionadas para o retalho e fundos de investimentos.

 fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 21:08 | comentar | favorito