Sem dinheiro para novos depósitos

A crise e as limitações às taxas de juro impostas pelo Banco de Portugal (BdP) estão a ter um efeito direto na constituição de depósitos bancários. Durante o ano de 2012, as famílias depositaram (valor acumulado) menos 2377 milhões de euros do que em 2011, de acordo com os dados publicados ontem pelo Banco de Portugal. Os depósitos novos atingiram em dezembro do ano passado 6180 milhões de euros, menos 132 milhões de euros do que em novembro.

Os portugueses estão também a pedir menos crédito – 636 milhões de euros em dezembro –, sobretudo para a compra de casa. O valor do crédito malparado das empresas fixou-se em 9950 milhões de euros, caiu face a novembro, mas o dos particulares aumentou 19 milhões de euros, atingindo o valor recorde de 5103 milhões de euros. Os dados do BdP continuam a manifestar a tendência dos últimos meses com os empréstimos às grandes empresas (2349 milhões) a superar os concedidos às pequenas e médias empresas (1731 milhões).

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/

publicado por adm às 20:33 | comentar | favorito