Montepio foi o banco que mais cresceu em depósitos

O lucro da instituição caiu 6% entre Janeiro e Junho deste ano para 4,8 milhões de euros.

Foi o sétimo entre os oito maiores bancos nacionais a "levantar o véu" sobre as suas contas. O Montepio anunciou terça-feira ao final da tarde, em comunicado enviado à CMVM, que fechou o primeiro semestre do ano com um lucro de 4,8 milhões de euros, o que representa uma quebra de 6% face a período homólogo. Antes de impostos, a Caixa Económica Montepio Geral garantiu resultados de 9,54 milhões de euros.

A instituição liderada por Tomás Correia foi a que mais depósitos captou entre Janeiro e Junho - de entre os sete grandes bancos que já apresentaram as contas - registando um aumento de 9,6% nesta rubrica. O Montepio ultrapassou assim o Santander Totta de António Vieira Monteiro, que viu aumentar em 9,4% os depósitos de clientes no mesmo período de tempo. Em linha com o que aconteceu com as outras instituições, o Montepio registou uma quebra de 2,6% na carteira de crédito, para 17 mil milhões de euros.

Em comunicado, o Montepio revelou também que o produto bancário subiu 9,9% para 256,7 milhões de euros durante o primeiro semestre, tendo a margem financeira caído 3% para 153,3 milhões de euros. A instituição justifica este recuo com a "vincada descida das taxas de juro de referência". E acrescenta que "esta descida foi substancialmente compensada pelas comissões, que registaram uma subida de 10,9%, reflectindo a aposta estratégica do grupo na expansão da gama e qualidade dos serviços disponibilizados aos seus clientes", lê-se no mesmo documento. 

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 23:03 | comentar | favorito