Aplicações para emigrantes não compensam

A remuneração das contas emigrante não compensa face às restantes aplicações.

Já faz parte da tradição. Com a chegada do Verão e o previsível regresso de muitos emigrantes à terra natal, a banca tem por hábito lançar campanhas com vista a "seduzir" novos clientes. É que muitos emigrantes escolhem as férias de Verão para encontrar alternativas de investimento para as suas poupanças. A CGD, por exemplo, já está a levar a cabo uma campanha com esse objectivo. Ao visitar no ‘site' do banco estatal a área específica para residentes no estrangeiro encontra-se em grande destaque uma campanha onde são promovidos dois depósitos a prazo, para subscrições que decorram entre 1 de Junho e 31 de Agosto.

A maioria dos restantes bancos nacionais também disponibiliza soluções de poupança específicas para emigrantes. Contudo, a partir da análise da oferta das cinco maiores instituições financeiras lusas, é possível comprovar que no caso das contas poupança emigrante as remunerações oferecidas não compensam. Em termos brutos, a taxa de juro oferecida ronda os 0,5% ao ano. Na prática, isto significa que quem aplicar dinheiro nestes produtos vai perder dinheiro, tendo em conta a taxa de inflação. Recorde-se que para 2012, o Banco de Portugal prevê uma inflação de 3,2%.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 08:25 | comentar | favorito