Maiores bancos captam 17 mil milhões em depósitos

Os cinco maiores bancos a operar em Portugal captaram 17 mil milhões de euros em depósitos nos 12 meses terminados em março, apesar de uma conjuntura adversa com queda nos rendimentos das famílias e empresas.

Numa tendência de captação de depósitos crescente, o BPI foi o banco que recebeu menos depósitos dos seus clientes, tendo estes aumentado 1,5 mil milhões de euros entre março de 2011 e o mesmo mês deste ano para 24,1 mil milhões de euros, o que representa um crescimento de 6,6 por cento.

Valor semelhante ao do BPI foi captado pelo Santander Totta: 1,6 mil milhões de euros. Neste caso, face a março de 2011 o aumento é de 9,4 por cento, tendo o banco fechado o primeiro trimestre com depósitos de 18,8 mil milhões de euros.

Já o BCP aumentou os depósitos em 3,9 mil milhões de euros (mais 8,8 por cento) para 48,8 mil milhões de euros. Na Caixa Geral de Depósitos, os clientes entregaram mais 4,6 mil milhões de euros (7,6 por cento), aumentando o saldo total dos depósitos para 65 mil milhões de euros.

O BES foi o banco que liderou a captação de depósitos nos últimos 12 meses, ao aumentar em 5,4 mil milhões estes recursos captados, de acordo com fonte do setor bancário. 

Os resultados do banco liderado por Ricardo Salgado referentes ao primeiro trimestre só serão divulgados terça-feira, mas tendo em conta este valor a instituição deverá ter fechado março com um crescimento dos depósitos de 17,7 por cento para 36 mil milhões de euros.

O último ano foi marcado por um crescimento da remuneração dos depósitos, face às dificuldades dos bancos em se financiarem nos mercados, o que levou o Banco de Portugal a penalizar nos rácios de capital os bancos que ofereçam taxas de juro elevadas.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 21:11 | comentar | favorito