Taxas de juro dos depósitos voltam a subir

Os bancos estão novamente a aumentar a taxa de juro oferecida nos depósitos a prazo. A remuneração média subiu, pelo segundo mês consecutivo, em Janeiro e atingiu os 3,75%.

O valor, revelado pelo Banco Central Europeu (BCE), e citado pelo «Jornal de Negócios», representa uma subida de 19 pontos base face aos 3,56% registados em Dezembro.

Estas subidas representam também uma inversão da tendência registada entre Outubro e Novembro, em que os bancos reduziram bastante a remuneração dos depósitos a prazo (em Outubro estava nos 4,57%). Na altura, os bancos baixaram a taxa de juro oferecida devido aos novos limitem impostos pelo Banco de Portugal.

O regulador definiu em Outubro que os bancos que oferecessem taxas que superem em 300 pontos base a taxa de referência para o mercado (Euribor), seriam penalizados em termos de rácios de capital. O objetivo do banco central é garantir a sustentabilidade do setor, mas isso obrigou as instituições financeiras a moderarem a política de remuneração dos depósitos, para não serem penalizadas.

Os bancos estão a esforçar-se para captar mais depósitos de clientes, devido às exigências da troika, que obrigam a banca a reduzir o rácio entre crédito e depósitos para 120% até 2014. A estratégia está a resultar, já que, de acordo com os últimos dados do Banco de Portugal, em Dezembro, as famílias portuguesas tinham 130,5 mil milhões de euros depositados na banca.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 11:28 | comentar | favorito
tags: