14
Fev 13

Juros dos depósitos atingem valor mais baixo em dois anos

As taxas de juro oferecidas pelos bancos nos depósitos de particulares atingiram em Dezembro o valor mais baixo desde Outubro de 2010.

Os bancos voltaram a baixar as remunerações oferecidas nos depósitos de particulares. A taxa de juro média dos novos depósitos situou-se em 2,34% no final de 2012, o valor mais baixo desde Outubro de 2010, segundo dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal. Em pouco mais de um ano, a taxa oferecida caiu para cerca de metade. Em Outubro de 2011, os bancos ofereciam uma remuneração de 4,57%, dada a necessidade que tinham em captar depósitos para se financiarem e de reduzir, como imposto pela troika, o rácio de crédito sobre depósitos.

No entanto, o Banco de Portugal criou regras para limitar os juros oferecidos nos depósitos, para garantir que as entidades financeiras não estivessem a pagar remunerações que levassem a um impacto negativo na sua rentabilidade. A resposta dos aforradores à baixa das remunerações oferecidas nos depósitos é a de abrandamento nos fluxos aplicados nestes produtos. Em Dezembro do ano passado, o valor dos novos depósitos foi de 6,18 mil milhões de euros, o valor mais baixo desde Maio de 2010 e menos 132 milhões de euros que em Novembro.

A tendência de queda dos depósitos terá levado os aforradores a procurar outras alternativas, como obrigações de empresas direccionadas para o retalho e fundos de investimentos.

 fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 21:08 | comentar | favorito
14
Fev 13

Sem dinheiro para novos depósitos

A crise e as limitações às taxas de juro impostas pelo Banco de Portugal (BdP) estão a ter um efeito direto na constituição de depósitos bancários. Durante o ano de 2012, as famílias depositaram (valor acumulado) menos 2377 milhões de euros do que em 2011, de acordo com os dados publicados ontem pelo Banco de Portugal. Os depósitos novos atingiram em dezembro do ano passado 6180 milhões de euros, menos 132 milhões de euros do que em novembro.

Os portugueses estão também a pedir menos crédito – 636 milhões de euros em dezembro –, sobretudo para a compra de casa. O valor do crédito malparado das empresas fixou-se em 9950 milhões de euros, caiu face a novembro, mas o dos particulares aumentou 19 milhões de euros, atingindo o valor recorde de 5103 milhões de euros. Os dados do BdP continuam a manifestar a tendência dos últimos meses com os empréstimos às grandes empresas (2349 milhões) a superar os concedidos às pequenas e médias empresas (1731 milhões).

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/

publicado por adm às 20:33 | comentar | favorito
02
Fev 13
02
Fev 13

OS MELHORES DEPOSITOS A PRAZO DE FEVEREIRO DE 2013

Como referimos na última newsletter era natural que em 2013 os bancos reduzissem ligeiramente as taxas oferecidas. É isso que tem acontecido e é natural que, até ao fim deste ano, as taxas dos depósitos a prazo se vão reduzindo progressivamente.

AGARRE OS MELHORES DEPÓSITOS A PRAZO!

 

À medida que os bancos vão ajustando o seu nível de depósitos ao crédito concedido, aproximando-se do objectivo de 120% para o rácio de transformação,  exigido pelo Banco de Portugal até ao final de 2014, é natural que as taxas se vão reduzindo progressivamente.

Também à medida que os bancos consigam fazer emissões de obrigações, como já sucedeu com o BES no início deste ano, é natural que a existência de outras fontes de liquidez deixem os bancos com menos agressividade para captar depósitos.

Esta menor agressividade da parte de alguns bancos nas taxas oferecidas fará com que a identificação dos melhores depósitos a prazo se torne ainda mais importante, sob pena de não rentabilizar devidamente o seu dinheiro.

 

QUAL O PRAZO IDEAL?
  
Neste momento o prazo ideal será de 9 meses, pois isto permitirá ter um prazo suficientemente longo e que protege das descidas que são esperadas nos próximos meses, e permite depois renová-lo no período do final do ano que é normalmente caracterizado por um acréscimo na agressividade na captação de depósitos a prazo. Outra alternativa é optar por fazer depósitos por vários anos, mas com pagamento períodico de juros e a possibilidade de mobilização antecipada do depósito sem penalização nas datas de pagamento dos juros. São exemplos destes depósitos a prazo: O depósito a 2 anos do Banco Invest (3,50% TANB), o DP CR a 18 meses do BES (3,47% TANB) e o DP Crescente a 2 anos do Banif (3,438%) .


OS MELHORES DEPÓSITOS A PRAZO DE NOVEMBRO DE 2012

TANB - Taxa anual nominal Bruta

Montante:

Até 10.000 €:

3 Meses:
BEST DP já14 (4,50%)
BIG Online1 (4,00%)
Banif DP Crescente 2 anos3 (3,00%)

6 Meses:
Banco Nova Galicia DP ON2 (3,25%)
BIC DP Mais (3,15%)
BIG Super DP1 (3,10%)

12 Meses:
Banco Invest Novos DP2 (4,00%)
Activo DP Poupança Start1(3,50%)
Banco Popular DP Ouro (3,50%)

Até 50.000 €:

3 Meses:
BEST DP já14 (4,50%)
BIG Online1 (4,00%)
Banif DP Crescente 2 anos3 (3,00%)

6 Meses:
Banco Nova Galicia DP ON2 (3,25%)
BIC DP Mais (3,15%)
BIG Super DP1 (3,10%)


12 Meses:
Banco Invest Novos DP2 (4,00%)
Banco Popular DP Ouro (3,50%)
BBVA DP Super 3,5 (3,50%)

Até 100.000 €_:

3 Meses:
Banco Finantia DP 3 Meses2(3,00%)
Banif DP Crescente 2 anos3 (3,00%)
Banco Invest DP (2,50%)


6 Meses:
Banco Finantia DP 6 Meses2(3,50%)
Banco Nova Galicia DP ON2 (3,25%)
BIC DP Mais (3,15%)

12 Meses:
Banco Finantia DP 12 Meses2(4,00%)
Banco Invest Novos DP2 (4,00%)
Banco Popular DP Ouro (3,50%)

Mais de 100.000€:

3 Meses:
Banco Finantia DP 3 Meses2(3,00%)
Banif DP Crescente 2 anos3 (3,00%)
Banco Invest DP (2,60%)

6 Meses:
Banco Finantia DP 6 Meses2(3,50%)
Banco Invest DP (3,10%)
Banif DP Crescente 2 anos3 (3,00%)


12 Meses:
Banco Finantia DP 12 Meses2(4,00%)
Banif DP Rendimento Maxi4(3,55%)       
Banco Invest DP (3,50%)
Fonte: Sites dos bancos em 25/01/2013
1Exclusivo para novos clientes.
2Exclusivo para novos recursos.
3O prazo mínimo destes depósitos é superior ao prazo desejado, mas de acordo com as condições dos produtos é possível desmobilizá-os antes do prazo com penalização de 100% sobre os juros não pagos. Assim, poderá desmobilizar-se o capital após o pagamento de juros do período desejado.
4Não é permitida a mobilização antecipada.


Fonte:http://www.moneygps.pt/
publicado por adm às 21:29 | comentar | favorito